(31) 3555-1194 - Fale em nosso Gabinete

Precariedade do zoológico de BH assusta visitantes e deixa animais em risco

Ele já viveu dias de glória desde a sua fundação em 1959, mas nos últimos anos o zoológico de Belo Horizonte vem amargando uma crise orçamentária que deixa a infraestrutura cada vez mais decadente piorando a qualidade de vida dos animais e instalando um clima cheio de incertezas para o quadro de funcionários que a cada dia se reduz ainda mais.

Em abril deste ano, a instituição viveu um cenário completamente atípico quando passou a abrir suas portas somente aos finais de semana devido ao encerramento do contrato de funcionários terceirizados que só foi retomado no mês de agosto deste ano. Na época, a Fundação Zoo Botânica contava com 153 funcionários terceirizados e 147 concursados. O contrato renovado com os terceirizados não afastou o clima de incertezas agora que a Fundação dos Parques assumiu a administração do zoológico.

Dália Rizel durante os últimos dez anos foi uma das funcionárias que se dedicou ao zoológico e acompanhou de perto o processo que o colocou em estado tão precário. “Uma das grandes questões que prejudicam o zoológico está ligada ao fato de ser uma instituição pública, logo, acaba sendo influenciada diretamente pela crise econômica e as variações na política. Então, muitos projetos acabam não tendo continuidade por causa dessa rotatividade e o descaso de gestões que nem sempre estão compromissadas a assumir a fundação da maneira adequada. O zoológico requer uma verba constante para funcionar do jeito apropriado”, comenta ao reforçar que além da exposição dos animais, a instituição conta com diversos projetos de pesquisa, educação ambiental, estações ambientais etc.

Forte defensor dos animais, o vereador Osvaldo Lopes (PHS) vem acompanhando a situação da instituição e buscando formas viáveis para desativar o zoológico de forma saudável para os animais e transformá-lo em um grande abrigo para animais abandonados na cidade e um hospital veterinário municipal. “Eu acho extremamente desnecessário a existência de um zoológico na realidade social que vivemos hoje em dia. Encontrar um modo para eles viverem soltos e com os cuidados adequados é muito mais humano e ainda evita a negligência que acontece hoje e leva animais à morte”, critica.

FONTE: http://tudobh.com.br/crise-animal/

NOSSO ENDEREÇO


Av. dos Andradas, 3.100
Santa Efigênia -BH/MG
Sala: B-301 -CEP: 30260-900
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tel:(31) 3555-1194