(31) 3555-1194 - Fale em nosso Gabinete

A hematologia na identificação das doenças

A hematologia veterinária é importante para poder identificar doenças mais rapidamente através das análises de sangue, aumentando a chance de tratamento.

As células sanguíneas são produzidas na medula óssea e então liberadas para a circulação. Diversas doenças hematológicas podem afetar estas células dentro dos vasos sanguíneos ou na medula óssea. O hemograma pode ser muito esclarecedor, porém algumas vezes não é o suficiente para a determinação do diagnóstico. Quando há alterações persistentes no hemograma, cuja causa não é clara, a avaliação da medula óssea (a "fábrica" das células sanguíneas) é indicada para definição de um diagnóstico mais preciso, melhor conduta terapêutica a ser adotada e prognóstico do paciente.

Como detectar as doenças hematológicas no meu animalzinho?

As alterações mais comumente encontradas no hemograma são anemia e trombocitopenia. A anemia geralmente está associada a cansaço fácil e baixa disposição a exercícios. A trombocitopenia pode estar associada a sangramentos esporádicos pelas narinas ou fezes, ou ainda a manchinhas avermelhadas pelo corpo e acúmulo de sangue na câmara ocular. Contudo, muitas vezes as doenças hematológicas podem causar outras alterações no hemograma, e os sinais associados podem ser muito variáveis e inespecíficos como apatia, anorexia, aumento dos órgãos abdominais, vômitos, diarréia, ou infecções recorrentes.

Principais doenças hematológicas:

As alterações no sangue podem ser causadas por doenças primárias da medula óssea, ou outras causas de base que afetam o tecido sanguíneo. Entre estas causas de base as mais comuns são doenças infecciosas (como a ehrlichiose canina), doenças imunomediadas, e neoplasias (por exemplo, tumores de mama). As doenças da medula óssea incluem defeitos e dimunição na produção de células (hipoplasias, síndromes hemofagocíticas, síndromes mielodisplásicas, entre outras) ou alterações neoplásicas como as leucemias.

Qual a importância de saber o diagnóstico?

O conhecimento do diagnóstico definitivo é fundamental para a determinação do melhor tratamento a ser adotado, além do prognóstico e sobrevida do paciente. O hemograma é o exame básico para a avaliação do sistema sanguíneo, porém outros exames mais específicos e esclarecedores podem ser utilizados para a obtenção do diagnóstico, como o mielograma.

O que é o mielograma?

O mielograma é o exame que nos permite observar as células no interior da medula óssea e avaliar a produção das células sanguíneas. Como a medula óssea está localizada no interior dos ossos, a coleta de material é realizada através de uma punção óssea, geralmente da crista ilíaca (localizada na região lombar). A coleta consiste de um procedimento rápido e seguro para o animal.

Quando o mielograma é indicado?Indica-se a avaliação da medula óssea nos casos de anemias, trombocitopenias e leucopenias persistentes (isto é: hematócrito, número de plaquetas e número de leucócitos baixo, respectivamente); policitemias, trombocitoses e leucocitoses persistentes (isto é: hematócrito, número de plaquetas e número de leucócitos alto, respectivamente); hipercalcemia ou febre de origem desconhecida (característicos de síndrome paraneoplásica, podem estar associadas a neoplasias e leucemias). Este exame é especialmente válido nos casos em que o animal apresenta linfoma e mastocitoma, e em gatos positivos para os vírus da FeLV e FIV.

NOSSO ENDEREÇO


Av. dos Andradas, 3.100
Santa Efigênia -BH/MG
Sala: B-301 -CEP: 30260-900
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tel:(31) 3555-1194